Pages Navigation Menu
Adsense

9 meses

Esse álbum foi uma encomenda da minha irmã Carla, para uma amiga que está grávida. Já fiz há algumas semanas, mas só estou postando agora porque estava esperando o presente chegar ao destino.

A Carla é pediatra e a Carol, a amiga grávida, é ginecologista. Então, pra falar dos 9 meses de gravidez, a Carla criou um texto que eu achei bom demais. É super bem-humorado, mas com informações reais, de médica para médica. Eu já dividi esse texto nos fóruns que eu participo e todo mundo amou.

Cada mês de gravidez tem uma página dupla, com uma tag atrás dos espaços para fotos. Na da esquerda, tem o texto da Carla. Na da direita, a futura mamãe escreve sua própria experiência na gravidez.

Agora, vou postar aqui cada página do álbum com o seu texto. Quem aguentar ler até o final, depois me fala o que achou!

Capa

Página de abertura

FECUNDAÇÃO 

Quando óvulo e espermatozóide se encontram, eles não querem saber se você está dura, desempregada, separada, fazendo mestrado, pagando apartamento, mudando de sexo ou pensando em morar fora; quando eles se encontram, é uma explosão de felicidade! E alguns dias depois, lá está você, abrindo um envelope e lendo um resultado que vai mudar a sua vida: Beta-HCG POSITIVO!!!

PRIMEIRO MÊS:

Tem mãe que fala que não fosse pelo exame positivo, nada teria mudado em sua vida. Tem outras que assim que sabem da notícia, já começam a enjoar. Seja qual for o seu tipo, você agora é MAMÃE, ou seja, anda em turminha… Portanto, passa a pensar no PLURAL, e pensar nas dívidas que tem que quitar, no carro que tem que trocar, na poupancinha pra montar o quartinho, nas viagens que tem que fazer antes dos próximos nove meses, dos programas de casal sem filhos que ainda quer fazer…

SEGUNDO MÊS:

Ao decorrer os dias, as dúvidas vão aparecendo. Tem ginecologista que já faz aquela listinha de livros para leigos, que adoram acompanhar a gravidez dia-a-dia. Mas a leitura recomendada, para quem está levemente “embebida”, não podia ser outra: TIO PATINHAS e CARAS!!!

TERCEIRO MÊS:

À medida que o corpo se arredonda, o estômago se refina. Não é mais de tudo que a grávida gosta, assim como algumas ainda persistem com aqueles desejos exdrúxulos. O culote vai ficando proeminente, e a vontade da barriga crescer aumenta na proporção do repúdio nas situações em que a gravidez é confundida com o “ela ganhou uns quilinhos…”. Cresce, barriga, cresce…

QUARTO MÊS:

Não é fácil descobrir como continuar sendo fiel ao seu estilo quando a barriga aumenta… Macacão jeans de mecânico, nem pensar!!! Hoje em dia a grávida consegue ser fashion, sem ser confundida com um ser ASSEXUADO! E algumas até valorizam a comissão de frente, que aumenta em progressão geométrica!!! Aproveite seu novo corpitcho!!!

QUINTO MÊS:

Não, não é coisa da sua cabeça… Grávida de 5 meses ATRAI MAIS MOSQUITOS!!! E não é por estar numa fase mais doce, mais meiga e especial, é puro hormônio… o duro é controlar a boca, pra não entrar mosquito!!!

SEXTO MÊS:

Nesta altura, a grávida passa por um momento meio deprê… A escova progressiva já era: o cabelo tá com a raiz fofa! E as cores, muitas! As pontas de uma, os fios de outra e a raiz, coitada, uma desgraça… Ser mãe é se sacrificar desde sempre!!! (A não ser que seu ginecologista seja bonzinho…)

SÉTIMO MÊS:

Apesar de gravidez não ser doença, na prática a gente até confunde… Aparecem umas manchas estranhas no corpo, coisas que normalmente não teria: uma linha branca divide a barriga, uma mancha no rosto cor de café-com-leite, estrias vermelhas nas laterais e ele: o UMBIGO!!! Ele passa por um período de revolta, e simplesmente inverte pra fora!!! Lazarento! Será que ele volta?

OITAVO MÊS:

E apesar de não ser mesmo doença, a gravidez ainda limita: NÃO CONSIGO MAIS DIRIGIR!!!! Nunca pensei que dependeria de alguém pra ir de lá pra cá…. A barriga não cabe, afasta os pés dos pedais… Para as mais pilotas, um sofrimento! Para as mais folgadinhas, uma mordomia!!! E os taxistas agradecem…

NONO MÊS:

O parto antigamente era algo indiscutível: o normal é NATURAL! Passamos pela revolução da cesária, previamente criada para as gestantes de risco. Mas aí vieram as mais medrosas, ou mais exotéricas, que optaram por decidir dia e hora do nascimento! Partos na água, no puff, em casa, de cócoras, enfim: O IMPORTANTE É O APGAR !!! (E a mamãe não sentir dor, claro!)

NASCIMENTO:

Fez-se a LUZ!!! Os flashs partindo do anestesista estimulam o choro forte; o parto transforma-se num longa-metragem mais emocionante que “E o vento levou…”, tudo registrado pela maternidade, claro! Mas a estrela do filme é mesmo o bebê (a mamãe concorre no máximo ao papel secundário!), que terá sua noite de estréia muito bem assistida pelos amigos e pela família, que estarão ansiosos se acotovelando na janela do berçário!!! Tomara que este filme seja tão lindo que concorra ao Oscar!!!

Página para a carta da Carla para a amiga

Na contra-capa do álbum, eu fiz um bolso para que a Carol coloque o que quiser ali. Eu coloquei uma cartinha dando algumas dicas de como inserir as fotos no álbum.

Be Sociable, Share!

Posts relacionados

468 ad
Adsense
Adsense